10 outubro 2014

Sonhando com Filmes - Chocolate

Diretor: Lasse Halstrom
Duração: 2h1min
Ano de lançamento: 2001

Uma pequena e conservadora cidade da França é abalada pela chegada repentina de uma jovem mãe solteira e sua filha. Vianne Rocher está decidida a abrir uma chocolataria na cidade, negócio que é muito mal visto pelo prefeito e por alguns moradores, pois eles estão na Quaresma, período em que todos deveriam passar por privações, inclusive de doces. Vianne não se deixa abalar pela recepção não tão calorosa e continua com seu negócio e com sua curiosa maneira de descobrir exatamente o que cada cliente precisa.

Aos poucos, ela consegue fazer com que alguns moradores experimentem seus chocolates, mas o prefeito ainda é contra a ideia, o que faz com que Vianne passe por várias dificuldades. Além disso, sua filha é rejeitada pelos colegas de escola, que não a aceitam por ela não ser da cidade e não ter uma mãe tradicional como as outras.

Chocolate foi para mim uma bela surpresa, comecei a assistir simplesmente porque gosto bastante da atuação do Johnny Depp e acabei encontrando um enredo que trata do preconceito de uma forma delicada e muito bem estudada. O filme se passa alguns anos após o fim da segunda guerra mundial, uma época em que as mulheres não eram muito respeitadas, ainda mais quando eram mães solteiras, sem família e tinham a audácia de tentar abrir seu próprio negócio, como era o caso de Vianne.



Logo no comecinho do filme somos apresentados a toda a dinâmica da cidade, até a igreja era controlada pelo prefeito e todos os moradores deveriam ser exemplos de perfeição familiar, mesmo que tivessem que fingir. A chegada de Vianne é uma surpresa para todos e mesmo antes de abrir sua chocolataria ela já sofre preconceito por ter uma filha e não um marido.

A chegada de um grupo de ciganos mostra ainda mais sobre o preconceito dos moradores da cidade, alguns querem se livrar deles a qualquer custo. É nessa parte da história que acontece a entrada de Roux, um dos líderes do acampamento, ele acaba se envolvendo com Vianne, o que piora a opinião que alguns moradores criaram dela.

Chocolate é uma espécie de conto, criado para nos fazer refletir de uma forma mais leve, sobre os mais diversos tipos de preconceito. Ao menos para mim ele alcançou seu objetivo com louvor e ainda trouxe um toque de romance que tem tudo a ver com o chocolate, que por sinal não fica esquecido só como título. Não citei aqui, mas há vários personagens com cargas emocionais pesadas envolvidos na história, junto com o romance principal há o desenvolvimento de histórias paralelas, familiares, sobre o amor-próprio e até outros romances secundários.

O filme traz ainda uma relação com a mitologia maia (ou asteca, não tenho certeza) envolvendo o uso do chocolate e o motivo das andanças de Vianne. Infelizmente esse ponto não foi tão bem explorado, foi a única coisa que senti falta durante o desenvolvimento. Isso, porém, foi compensado pelas filmagens que me deixaram com muita vontade de conhecer cidadezinhas como a do filme, as imagens são lindas, as ruas estreitas, a praça... ♥

Indico Chocolate para todos que gostam de bons romances, mas sem muito mimimi. Imagino que quem gosta de filmes com um pouco para se refletir também vão gostar da história, além daqueles que adoram o Johnny e não perdem um filme dele kkk

Confiram o trailer:

3 comentários:

  1. Oi,

    já vi esse filme e adorei! É um romance de dar água na boca! rs

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Como eu adoro um bom romance e também o Johnny Depp (quem não?), com certeza é um filme que eu iria AMAR! <3
    Colocarei na minha lista de filmes para ver.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  3. eu assisti um filme chamado chocolate mas acho que é o mesmo!!
    http://mergulhado-em-historias.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Oi!
Agradeço por ter lido até aqui, se puder e quiser deixe um comentário. Você vai me fazer feliz e ainda pode dar sua opinião sobre os meus textos...

 

Template by BloggerCandy.com | Header Image by Freepik